Fisio Foco Artigos

Confira nossos Artigos

  • Postado por: Fisio Foco

Hidroterapia para Gestantes

img

A gravidez é uma ocasião de intensas alterações físicas e emocionais, exigindo certos cuidados. Diante destas mudanças, é importante a gestante fazer uma atividade fisica para que passe todo este periodo bem disposta. Os exercícios na água são os mais indicados, principalmente para a gestante não habituada a uma atividade fisica ntes da sua gravidez. É importante consultar o médico quanto a alguma problema que impossibilite a realização dos exercícios na água.

Os problemas mais comuns do período gestacional, são:

- Má postura: O peso do bebê tira seu equilibrio à medida que ele cresce, portanto você pode arquear demais as costas, projetando o abdômen para frente; - Aparecimento de veias varicosas e edema (inchaço) das pernas; - Dor lombar; - Incontinência urinária; - Cãimbras: Em geral, aparecem à noite, provocando contrações dolorosas nos músculos da barata da perna e dos pés.

Os exercícios na água favorecem a flutuabilidade que dá uma sensação de ausência de peso na água facilitando os movimentos; auxiliam o retorno venoso diminuindo a incidência de varizes e edemas nas pernas; ajudam a tonificar os músculos respiratórios, diminuindo a falta de ar na gestante; proporcionam menor incidência de lesões porque os movimentos são mais lentos e os músculos abdominais podem ser fortalecidos sem forçá-los; leva ao relaxamento corporal aliviando as dores musculares; e ativam a função intestinal por causa da massagem da parede abdominal pela água.

A hidroterapia é realizada somente por fisioterapeutas e compreende o alongamento, aquecimento, resistência, exercícios localizados e relaxamento com exercícios respiratórios, mediante uma avaliação fisioterapêutica prévia. A gestação e o parto exigirão muito do seu corpo, portanto, quanto mais você se preparar fisicamente, melhor se sentirá.

Bibliografia:

KISNER, Carolyn. COLBY Lynn Allen. Exercícios terapêuticos: Fundamentos e técnicas. 3.ed. São Paulo: Manole, 1998. CAMPION, Margaret Reid. Hidroterapia: Princípios e prática. 1ed. São Paulo: Manole 2000. PREVEDEL, Tania Terezinha Scudeller, CALDERON, Iracema de Mattos Paranhos. Repercussões maternas e perinatais da hidroterapia na gravidez. RBGO, São Paulo, v.25, n.1, 2003. FENWICK, Elizabeth. Gravidez: 101 dicas essenciais. Rio de Janeiro: Ediouro, 1997.

  • Postado por: Dra. Sabrina Arizono Maccapani

Você sabe o que é Hidroterapia e quais são seus benefícios?

img

A hidtroterapia é uma modalidade de reabilitação que utiliza água e suas qualidades únicas como benefício para diversos tratamentos, além de é claro, ser muito prazerosa.

A água possui propriedades físicas que ajudam os pacientes a realizar atividades que em solo seriam impossíveis ou muito mais difíceis. Uma dessas propriedades é o empuxo, que alivia o estresse nas articulações que sustentam o peso, permitindo uma movimentação muito mair, já que a gravidade dentro da água está muito mais reduzida. Isto quer dizer que pessoas que apresentam problemas como artrose, excesso de peso, problemas ortopédicos, neurológicos, dores crônicas entre outras, vão se beneficiar muito com a hidtroterapia.

Além do empuxo, a água oferece uma resistência natural que vai auxiliar no fortalecimento muscular, e quanto complementada com acessórios o resultado pode ficar muito melhor.

Outra propriedade é a pressão hidrostática, que é a pressão que a água faz sobre todas as áreas do corpo imerso, sendo proporcional à profundidade e a à densidade do líquido, ou seja, a água também ajuda na diminuição de edemas (inchaço).

O tratamento deve ser realizado por um fisioterapeuta em uma piscina aquecida, fazendo com que haja um maior relaxamento muscular e conseqüente diminuição da dor. Para que haja um melhor resultado, a terapia deve ser realizada individualmente.

Os benefícios da hidroterapia são:

- diminuição da dor; - relaxamento muscular; - melhora da ADM (amplitude de movimento); - reducação de edemas (inchaço); - fortalecimento muscular; - melhora da circulação, através do aumento da circulação periférica; - estabiliza as articulações; - permite o ortostatismo e marcha em pacientes que não conseguem nem ao menos ficar de pé quando estão fora da água; - estimula o equilíbrio, propríocepcãoe coordenação; - melhora da confiança, autoestima, ansiedade e stress; - melhora da capacidade pulmonar.

Todas estas qualidades têm feito com que, cada vez mais médicos reconheçam os benefícios que este tipo de tratamento traz aos seus pacientes, indicando esta modalidade e vendo resultados significantes.

Além disso, muitas pessoas procuram a hidroterapia como um tratamento preventivo de doenças. Nada como unir o útil ao agradável, não é mesmo?

Dra. Sabrina Arizono Maccapani - Fisioterapeuta - Crefito 3/7/9911-F | saarizono@hotmail.com

  • Postado por: Dra. Claudia Amorim de Almeida

A importância da postura adequada e da boa flexibilidade na prevenção de dores no corpo

img

Você sabia que muitas tendinites, artroses e hérnias discais se desenvolvem devido a postura inadequada que a pessoa adota ao longo da sua vida?

O corpo desalinhado distribuirá o peso nas articulações de forma errada sobrecarregando algumas regiões além do normal, e também permitirá que os músculos se encurtem ocasionando a rigidez muscular.

Por exemplo, a presença de um desalinhamento na coluna, que poderia ser a coluna em S conhecida como escoliose, pode fazer com que a pessoa jogue mais seu peso em uma perna, levando ao desgaste das articulações. O paciente pode chegar no consultório sem dor alguma na coluna e sim e um dos joelhos. Tratar somente o joelho não resolverá o problema, pois a causa da sua dor está na coluna. Por isso a importância do diagnóstico médico e fisioterapêutico que achará a causa do problema e cuidará do corpo no seu conjunto.

Os tipos de tratamento são diversoso, a Reeducação postural global (RPG), a quiropraxia, oesteoterapia, Pilates, isostretching, cada um com a sua técnica, mas todos com o mesmo objetivo: alinhar a coluna, os membros, melhorar a respiração e condicionar a musculatura para que ela fique forte e alongada, prevenindo as dores e tensões do corpo.

O fisioterapeuta de acordo com seus conhecimentos irá eleger as técnicas mais adequadas de acordo com a necessidade do paciente. Durante o tratamento o paciente terá mais consciência da postura adequada para adotar no seu dia-a-dia diminuindo os vícios posturais e poderá inicar uma atividade física do seu agrado, mas tendo em mente que o trabalho corporal, principalmente os alongamentos, são primordiais para a saúde do corpo.

Reserver pelo menos 30 minutos do dia para exercícios respiratórios e alongamentos trará só benefícios ao corpo e à mente. Lembre-se, o acompanhamento médico é primordial, e pois este excluirá outras causas que não sejam posturais.

Dra. Claudia Amorim de Almeida - Fisioterapeuta | clauamorim@ig.com.br